Dill Rhodrigues 

-  P s i c o t e r a p e u t a  -

_____________________________________________________________________

 
ABANDONE O CONTROLE

 

 

Bem estranho o título desse artigo, não é? Confesso que também achei.

 

Tem muitas coisas que ocorrem em nossas vidas que precisamos manter as rédeas firmes da situação. Outras, na maioria das vezes, não precisam ser tão controladas assim como imaginamos.

 

Eu sou questionado, por mim mesmo, diversas vezes a respeito desse controle que fazemos da nossa vida.

 

Mas se minha vida não está indo de acordo como eu gostaria, devo manter os mesmos movimentos (o “controle”) e continuar fazendo as mesmas coisas e aguardar resultados diferentes?

 

Se acho que tenho o controle da minha vida, porque as coisas não tem dado certo então?

 

Porque tenho me “ferrado” mais do que me dado bem em algumas áreas?

 

Eu preciso estar no controle o tempo todo? Quem disse que tem que ser assim?

 

Se eu não controlar minha vida, quem vai controlar? Quem vai cuidar das minhas coisas?

 

A resposta é simples, mas poucos a aceitarão porque é um grande desafio fazer isso. Você mesmo vai cuidar, mas será uma parte sua conectada com uma inteligência superior. Isso me faz lembrar de textos como aquele de que não devemos andar ansiosos ou preocupados com o que iremos vestir ou comer.

 

Escrevo esse texto para lembrar que nós, sim, você eu e todo mundo, em grande parte não tem o controle de nada. Nada mesmo. Duvida?

 

Então se convença do seguinte:

 

Começando desde a nossa concepção, quando nossos pais se relacionaram, houve uma força, uma vontade que uniram eles primeiramente. Dessa força surgiram condições para que, digamos assim de maneira bem simples, a energia masculina e a energia feminina criassem condições de sermos gerados.

 

Pois bem, poderíamos ficar nesse ponto por muitas linhas descrevendo a magia e a magnitude da concepção, mas essa não é nossa intenção.

 

A questão é: você foi gerado e em algumas semanas e meses todos os seus órgãos do “nada” foram formados.

 

Houve algum tipo de controle de nossa parte? Melhor dizendo: houve algum tipo de controle por parte de nossos pais?

 

Tudo em nós foi formado sem nenhum “controle” ou intervenção humana. Tudo foi feito por uma força exterior. Somos feitos de uma inteligência superior. Alguns a conhecem como Deus, outros como Universo, o Todo ou simplesmente intitulam como Mistério. Enfim, o nome não importa, o que importa é que em momento algum estávamos sendo controlados por nós mesmos.

 

Acontece que quando interferimos na sábia ação dessa inteligência superior iniciam-se os problemas, as dificuldades, os medos, as limitações e as provas. Sim, isso faz parte de nós e por algum motivo precisamos disso para nos desenvolver e reconhecer nossas capacidades.

 

Cada um de nós, por motivos conhecidos ou desconhecidos escolhemos passar por situações para aprendermos algo. Se é uma experiência dolorosa ou suave é uma outra questão.

 

A verdade é que estamos aprendendo com tudo, tudo mesmo. Alguns textos esotéricos e sagrados nos apontam que tudo está dentro de nós. Usamos as experiências externas para nos conscientizarmos disso.

 

 

O problema, mais uma vez, começa quando achamos que sabemos o que não sabemos.

 

 

O meu convite com este texto é leva-lo a refletir um pouco sobre o ilusório controle que exercemos sobre nossas vidas.

 

Mas meu convite real mesmo é para devolvermos esse “pseudo controle” para a inteligência superior que habita em mim e em você, e deixar que sejamos levados, curados, restabelecidos, animados, reestruturados e ressignificados em todo o nosso passado doloroso e difícil, dos abusos, de todas as nossas frustrações, dos medos, das dúvidas, nossos anseios, vaidades, orgulho, ignorância e arrogância. Deixar que essa inteligência superior volte a comandar nossas mentes, nossos corações e nos direcionar para o que é melhor para nós.

 

Assim como fomos pacientemente e perfeitamente formados no ventre de nossas mães, que sejamos, a partir de agora, nesse ventre tão amoroso da grande Mãe Terra, reformados e renascidos através da consciência de que fazer isso é possível agora mesmo. Aceitando de verdade ser conduzido por essa força maior. O renovar de nossas mentes alinhados com o amor, a alegria, a liberdade e acima de tudo, alinhados com a teia da vida e com o real propósito de estarmos aqui agora.

 

Então:

 

Saia do controle!

 

Procure viver com leveza!

 

Procure viver com propósito!

 

Faça sua estada aqui valer!

 

 

Encontre alguma maneira de fazer isso.

 

Deixe que a inteligência superior te conduza pelos caminhos que te trarão mais conhecimentos, alegrias, saúde e o significado real de estar aqui.

 

Honre quem você é!

 

 

Dill Rhodrigues